sábado, 25 de outubro de 2014

RECEITA PARA ACABAR COM A CORRUPÇÃO!!!

Aécio Neves e Dilma Rousseff (Foto: Marcelo Carnaval / Agência O Globo )
Nem que a vaca tussa, Dilma Rousseff responderá à pergunta que Aécio Neves lhe fez duas vezes, ontem à noite, durante o debate entre os candidatos a presidente promovido pela Rede Globo de Televisão.

A pergunta: “O que a senhora tem a dizer sobre os mensaleiros do PT condenados pela Justiça e que estão presos?”
Dilma nada tem a dizer. Não teve no debate da Globo e tampouco nos demais debates do primeiro ou do segundo turno. Como é possível que uma presidente da República nada tenha a dizer sobre um assunto desses?
Como se viu, entre nós, é possível sim. Não responder a perguntas incômodas é considerado por um povo que se acha esperto uma prova de grande esperteza – de fraqueza ou medo, jamais.
O debate foi dividido em quatro blocos. Em dois, candidato perguntou a candidato. Nos outros dois, eleitores indecisos perguntaram aos candidatos. O primeiro bloco, onde os candidatos se confrontaram, terminou empatado.
Aécio ganhou com folga os três blocos seguintes. Respondeu às perguntas com tranquilidade. Protagonizou os momentos marcantes do debate. Deixou Dilma atrapalhada várias vezes. E se saiu melhor ao ser interrogado pelos eleitores indecisos.
Cometeu uma frase matadora, destinada à passar à história dos debates. Foi quando uma eleitora perguntou o que poderia ser feito para acabar com a corrupção. Aécio disse: “Existe uma medida para acabar com a corrupção: tirar o PT do governo!”
O melhor do debate: as perguntas dos eleitores indecisos, que expuseram a dura realidade da vida das pessoas de carne e osso. Nada a ver com as pessoas que desfilaram na propaganda eleitoral de Dilma.
Um garoto contou que perdera um primo assassinado pelo tráfico de drogas. A professora, a trágica história do aluno que abandonou a escola para se tornar um dos chefes do tráfico. O florista cobrou uma solução para o problema das moradias. Afinal, o aluguel triplicou em quatro anos.
O mico da noite foi para... Dilma, naturalmente. Uma economista do Ceará, de 55 anos de idade, disse que não consegue mais emprego. Resposta de Dilma: faça o Pronatec, um curso de qualificação. Puxa, a mulher já é qualificada. Precisa de emprego, não de curso técnico.
A vitória de Aécio em mais um debate, dificilmente, será capaz de imprimir um novo rumo à eleição. A tendência é que os eleitores de Dilma achem que ela venceu o debate. Os eleitores de Aécio acharão que o vencedor foi ele. É assim que costuma acontecer.
De resto, algo como 84% dos eleitores de Dilma e dos eleitores de Aécio diz que não há hipótese de mudar seu voto. Um por cento dos eleitores de cada um diz que é alta a probabilidade de mudar. Para 4% de cada, existe alguma possibilidade de mudar. E 11% não respondem ou não sabem.
FONTE: O GLOBO

TRE determina Lei Seca de 6h às 18h no segundo turno da eleição no RN

Lei obriga exibição de fotos de acidentes em rótulos de bebidas alcoólicas, em Goiânia, Goiás (Foto: Luísa Gomes/G1)
O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte determinou a suspensão da venda de bebidas alcoólicas em locais públicos entre 6h e 18h do próximo domingo (26).

A portaria é assinada pelo presidente do TRE-RN, desembargador Virgílio Macêdo Júnior, e por membros da Corregedoria e Procuradoria Regional Eleitoral.

Na publicação, o TRE-RN considera que "o voto consciente deve prevalecer em prol do fortalecimento do processo democrático, que não se coaduna com a ingestão, ainda que moderada, de bebidas alcoólicas, sabidamente capaz de afetar a capacidade de discernimento do ser humano".

De acordo com o tribunal, a medida restritiva de venda e consumo de bebidas alcoólicas tem mostrado eficácia esperada para a boa ordem do processo eleitoral nos pleitos anteriores no sentido de reduzir o número de ocorrências formalizadas e distúrbios nos locais de votação.

A medida vale para bares, restaurantes, supermercados e outros estabelecimentos similares em todo o Rio Grande do Norte.

FONTE: G1

CHARGE

Governo do Rio Grande do Norte nomeia 53 policiais civis

O Governo do Rio Grande do Norte nomeou 53 policiais civis nesta sexta-feira (24). A nomeação contempla os candidatos aprovados na quinta e última fase do concurso público realizado em 2008 que solicitaram recolocação para o final total da listagem.

De acordo com nomeação publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (24), foram convocados 17 agentes de Polícia Civil, 16 escrivães e 20 delegados. A lista com os nomes dos nomeados pode ser acessada através no DOE.

No último dia 14, o Governo do Estado convocou 303 policiais civis para a efetivação das matrículas no curso de formação, também referente à quinta etapa do concurso público realizado em 2008. A convocação foi motivada pelo cumprimento a decisão judicial em ação interposta pela Associação dos Delegados de Polícia Civil do RN (Adepol/RN).

Na ocasião, foram convocados 151 agentes de Polícia Civil Substituto, 57 escrivães e 95 para o delegados substitutos.
Fonte: G1
.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

POLÍCIA APREENDE 4 ARMAS DE FOGO NA ZONA RURAL DE UPANEMA


A polícia militar em Upanema recebeu uma denúncia informando que tinha uma pessoa armada ameaçando populares no Assentamento Palheiros 3, zona rural de Upanema, de imediato a guarnição comandada pelo Sgt Juscelino, Sds Filho e Amadeu se deslocaram até o local onde foi encontrado a pessoa de Manoel Fausto da Silva Neto de 51 anos que estava portando uma espingarda,  e ainda foi encontrada na residencia do mesmo 2 espingardas tipo bate bucha e um revolver calibre 32, Manoel foi encaminhado até a delegacia de plantão em Mossoró para os procedimentos de praxe.






CHARGE DO DIA


E AGORA PT???

capa-2397-size-575
O ex-presidente Lula e a atual presidente Dilma Rousseff tinham pleno conhecimento do esquema de corrupção que pode ter roubado R$ 10 bilhões dos cofres da Petrobras, segundo revelou o caixa do esquema, megadoleiro Alberto Youssef, em depoimento à Polícia Federal e o Ministério Público Federal. A revelação está na edição da revista Veja que circula nesta sexta-feira.

Segundo Veja, na última terça-feira, o doleiro Alberto Youssef entrou na sala de interrogatórios da Polícia Federal em Curitiba para prestar mais um depoimento em seu processo de delação premiada. Como faz desde o dia 29 de setembro, sentou-se ao lado de seu advogado, pôs os braços sobre a mesa, olhou para a câmera posicionada à sua frente e se colocou à disposição das autoridades para contar tudo o que fez, viu e ouviu enquanto comandou um esquema de lavagem de dinheiro suspeito de movimentar 10 bilhões de reais. A temporada na cadeia produziu mudanças profundas em Youssef. Encarcerado desde março, o doleiro está bem mais magro, tem o rosto pálido, o cabelo raspado e não cultiva mais a barba. O estado de espírito também é outro. Antes afeito às sombras e ao silêncio, Youssef mostra desassombro para denunciar, apontar e distribuir responsabilidades na camarilha que assaltou durante quase uma década os cofres da Petrobras. Com a autoridade de quem atuava como o banco clandestino do esquema, ele adicionou novos personagens à trama criminosa, que agora atinge o topo da República. Perguntado sobre o nível de comprometimento de autoridades no esquema de corrupção na Petrobras, o doleiro foi taxativo:
— O Planalto sabia de tudo!
— Mas quem no Planalto?, perguntou o delegado.
— Lula e Dilma, respondeu o doleiro.


FONTE: REVISTA VEJA

Justiça do RN determina convocação de 824 aprovados em concurso da PM

Os aprovados terão direito de fazer a 3ª fase do concurso da PM do RN (Foto: Felipe Gibson/G1)
A Justiça do Rio Grande do Norte determinou nesta quinta-feira (23) a convocação de 824 aprovados no concurso da Polícia Militar realizado em 2005. A decisão do juiz Cícero Martins de Macedo Filho, da 4ª Vara da Fazenda Pública, dá direito aos candidatos a participar do curso de formação de soldado, correspondente à terceira fase do concurso. A sentença é proveniente de uma ação da Associação dos Praças da Polícia Militar (Aspra).

Na sentença, o juiz enfatiza que "a segurança pública, dever do Estado e responsabilidade de todos, precisa ser melhorada no Estado do Rio Grande do Norte, e o ingresso dos 824 candidatos que estão aptos a participar das demais fases do concurso sem dúvida será um grande reforço".

Os aprovados no concurso chegaram a formar um movimento chamado '824 Convocados PM/RN' para cobrar a continuidade do concurso. "A primeira fase aconteceu em 2005 e só em 2010 foi dada sequência com a segunda fase. Após a mudança de governo, o concurso foi paralisado sem explicação", afirma Iramar Félix, um dos integrantes do movimento.

"Não se pode fazer um concurso sem recurso. O caminho teve que ser a Justiça", acrescenta Aldair da Silva, também do movimento '824 Convocados PM/RN'.

FONTE: G1